Páginas

quinta-feira

Saudade na madrugada


Ah saudade! saudade que não que ir.
porque não me deixas dormir?
será isso o tão debatido carma?
oh saudade! ah saudade! o que queres tu de mim?

não me abandonas o sentimento
tem de piedade, olha as marcas que tenho
deixa em paz meu coração sofredor

cansado de batalhas 
hoje em fracasso
jaz aqui se encontra partido
de joelhos e deprimido
descansa em meu peito o lutador

Ah saudade! porque insiste
não tem lugar pra você aqui
como doí, que agonia!
não tenho forças pra expulsar você de mim

Ah saudade! saudade
então não vais partir.
E novamente outra noite junto a mim tenta dormir
eu e a saudade sem ti.